Creditos na Imagem

Esse post não é um publieditorial, até mesmo porque o blog é muito pequeno pra esse tipo de coisa. Com isso esclarecido eu pergunto: vocês já foram no McDonald's essa semana? Não? Então corre!

Sim, vou incentivar o seu consumismo desenfrado e a sua vontade louca de comer tranqueiras por causa dos brindes do McLanche Feliz, os bonequinhos do jogo Super Mario Bros.

Gente é muito amor! Bateu saudade de quando eu tinha nove anos e jogava Mário no meu nintendinho. Sou vintage gente, do tempo de assoprar cartucho de vídeo game hehe.

Fiz a louca e obriguei a família (marido e filhos) a comerem o lanchinho pra eu poder pegar os brindes. Também dá pra comprar somente os brinquedos, estão saindo por R$ 9,50 cada, com o lanche sai por R$ 14,90 (Shopping Interlar Aricanduva). Os preços podem variar.



Se você é nerd, geek, nostalgico, vintage ou tiozão mesmo, vai adorar ter os bonequinhos na mesa de trabalho, ou decorando a sua estante.




Mário é vida!




Olá gente bonita! Como vocês estão?

Estive afastada da vida social do blog por uns dias porque torci feio o pé :(
Eu fiquei engessada por duas semanas, de cama e morrendo de dor. Rompi dois ligamentos e comecei fisioterapia.

Gente, que coisa horrível que é ficar sem poder andar direito, cada passo é uma agulhada! A gente só lembra que tem pé quando ele começa a doer.

Mas não vou reclamar, poderia ter sido bem pior, eu poderia ter rompido todos os ligamentos e precisado de cirurgia, graças a Deus não foi o caso. Já tirei o gesso e estou usando uma Robofoot, ela ajuda bastante porque tem regulagem, dá pra tirar pra tomar banho e dormir e durante o dia mantém seu pé imóvel. Segundo meu médico, até segunda eu estarei andando sem ela.

Durante esses dias foi interessante ver como as pessoas me tratavam. Uma semana atrás precisei pegar ônibus, estava com a Robofoot e achei, baseada nas minhas más experiências com transporte público, que ninguém iria me dar lugar, mas pelo contrário, ainda existe gente educada no mundo,um senhor muito humilde me ofereceu o lugar e deu sinal pra mim quando eu precisei descer.

Já na clínica (Afrat) que eu iniciei o tratamento eu já não tive tanta sorte, tive que ficar em pé, aguardando ser chamada pelo médico, enquanto os acompanhantes dos pacientes esperavam sentadinhos, sério, me deu raiva, todo mundo ali estava vendo que meu pé estava imobilizado. Não bastasse isso, o médico que me atendeu não era o meu habitual. Ele me deixou 15 minutos sozinha dentro do consultório porque foi atender ao celular, e quando voltou, me mandou vir no dia que o médico que me atendeu primeiro estaria lá, porque ele é que era o médico de pé (oi?). Quando perguntei pra ele sobre os ligamentos, se precisaria de cirurgia, ele me disse que não sabia o que fazer, que eu tinha mesmo que falar com o meu médico. Alou? Como uma pessoa formada em ortopedia não sabe o que fazer? Gente do céu, estou indignada até agora! Detalhe, médico de convênio!

Fiz um novo amigo enquanto esperava o médico...
Na verdade, acho que ele não queria me atender, não sei como funciona o esquema de pagamento do convênio, talvez ele não recebesse nada por continuar o atendimento de outro médico, mas ainda sim, um pouco de consideração com um paciente não vai matar, ainda que eu tivesse que voltar no dia seguinte, o que foi o caso.

Retornei na clínica no dia seguinte, fui muito bem atendida pelo meu médico e em seguida o fisioterapeuta me explicou muitas coisas em relação ao meu pé antes de começar a fisio. Tanto ele quanto a equipe foram muito queridos.

O senhor do ônibus, me fez voltar a ter fé na humanidade, já o médico e as pessoas da clínica, fizeram essa fé ser abalada. É muito interessante o modo como as pessoas tem de com uma atitude simples, mudar o modo como você vai levar emocionalmente o resto do seu dia. Ou, dependendo do modo que você encare, como você mesma pode definir o andamento do seu dia, baseada na atitude das pessoas que estão à sua volta.

Ainda tenho esperança de um mundo com mais amor e consideração com o próximo, ainda que ultimamente as atitudes  ruins estejam superando as boas.

Cruzando os dedos (até os do pé bom), pra melhorar logo.


Beijocas!


Nesse Halloween, vou mostrar pra vocês o livro mais estranho que eu já li, o Livro de São Cipriano - Capa Preta.




Antes que vocês tenham a impressão errada sobre mim já aviso, não sou satanista, não sou macumbeira, não sou bruxa e não faço maldades de nenhum tipo, esse é só um post de Halloween. 


Este livro, nada mais é do que um Grimório, que contém várias simpatias e rituais de ocultismo, em grande parte de magia negra.




Ao mesmo tempo que tem coisas medonhas, ele também é repleto de crendice popular. Nesse livro estão contidos rituais fortes como exorcismo, feitiços com animais (gatos e cachorros), uma oração pra uma cabra preta e coisas mais leves como chás para melhorar a saúde e receitas de veneno pra se livrar de insetos. Não sei até que ponto esse livro é levado a sério por ocultistas, mas ele é vendido em qualquer livraria em duas versões, o da Capa Preta, que é o que eu fotografei pra vocês e o da Capa de Aço.





  
Muitas lendas envolvem esse livro, a mais falada é a de que ele não pode ser guardado dentro de casa porque atrai coisas negativas. Alguns sites dizem que ele não pode nem ser tocado, que pra manuseá-lo a pessoa deve usar luvas, pra que não se tenha contato físico com nenhuma maldição ou negatividade. Sinceramente, eu não acredito nessas alusões, pra mim, ele é um livro de literatura fantástica, um livro que faria parte da biblioteca de qualquer bruxa da era medieval ou atual.

Se estivéssemos em outra época, eu seria queimada como bruxa por possuir um livro como esse, mas acredito que a maldade não está nas folhas impressas, a maldade está no coração e na intenção das pessoas. Misticismo, crendice popular e simpatias fazem parte até hoje da nossa sociedade, cabe a você decidir se acredita nelas ou não.

Espero que tenham achado interessante esse livro super estranho. 

Happy Halloween!





1 – Carrie – A Estranha

Sinopse: A obra apresenta a adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, coisas estranhas acontecem, misteriosamente. Aos 16 anos, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. 


Sinopse: Danny Torrance não é um menino comum. Danny é capaz de ouvir pensamentos. Ele pode transportar-se no tempo e olhar o passado e o futuro. Danny é um iluminado. Maldição ou benção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook. Quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador do velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se de vez das convulsões que assustam a família. Só que Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu de enterrar velhos ódios, cicatrizar antigas feridas. O Overlook é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. O Overlook é uma sentença de morte e quer Danny, e precisa dos poderes de Danny para chegar ao fim. A luta assustadora entre dois mundos. Um menino e a ânsia assassina de poderosas forças malignas. Uma família refém do mal. Nesta guerra sem testemunhas, vencerá o mais forte. 


Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em 'It - A Coisa', clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites. 



Sinopse: No conto 'Tudo é Eventual', que dá título ao livro, Dink é um adolescente e consegue seu primeiro emprego. Vai ter que morar longe da mãe mas, pensando bem, isso não chega a ser um problema. Ele só precisa navegar pela Internet e tem que gastar cada centavo da bolada que recebe semanalmente. Tudo parece bom demais para ser verdade, até que ele passa a desconfiar de que coisas muito estranhas acontecem quando aperta o mouse. Ele não tem ninguém por perto para dividir seus medos e qualquer decisão sua pode ser fatal. 


Sinopse: Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um 'simitério' no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível. 


Sinopse: Em 'O Talismã' , Stephen King e Peter Straub convidam o leitor a embarcar numa aventura com todos os ingredientes das histórias que os tornaram os mestres do horror e da fantasia contemporâneos. Jack Sawyer, um garoto de 12 anos, está preste a iniciar uma jornada fantástica: a empolgante e assustadora busca de um talismã. Jack sabe que correrá vários riscos e que sua coragem e resistência física serão testadas a cada segundo. Mas vai lutar até o fim: de seu sucesso depende a vida de sua mãe... Para atingir sua meta, Jack terá de lutar contra um inimigo furioso e cruel que está disposto a fazer qualquer coisa para destruí-lo e atravessar não apenas os Estados Unidos de costa a costa, mas também os Territórios, uma região assombrosa e ameaçadora. Onde ficam os Territórios? Como chegar a esta região fantástica e mítica que não pode ser alcançada de modo comum? Em que plano da existência se situa esse mundo tão intrigante quanto a Atlântida? Jack vence estes mistérios ao atravessar para os Territórios. Aí, descobre a desconcertante existência dos 'Duplos', reflexos de pessoas que conhece na Terra como a Rainha Laura, o 'Duplo' de sua mãe, que também está com a vida por um fio. Jack não tem muito tempo e é longa a viagem. A cada passo de sua jornada, precisa enfrentar inimigos perigosos que o perseguem nos dois mundos. No entanto, ele persiste, pois só terá sossego quando o valioso talismã estiver em suas mãos. Respire fundo e, se tiver coragem, acompanhe Jack nessa longa viagem. Ah, e não se surpreenda se, de repente, você começar a sentir que olhos o espreitam quando estiver absolutamente sozinho. Talvez você não esteja tão só quanto imagina... 


Sinopse: Com uma rotina tranquila, bem casado, o advogado Bill Halleck não tinha muitos problemas na vida. A não ser o peso. Mas por nada no mundo dispensaria os dois ovos com bacon do café da manhã ou os pacotes de Doritos diariamente devorados. Tudo iria mudar drasticamente naquele maldito dia. A velha cigana se pôs em seu caminho e Bill não conseguiu parar o carro. Ao mesmo tempo em que as rodas esmagavam a velha, a vida de Halleck começava a ser destruída. Considerado inocente pela justiça humana, não pôde fugir à maldição soprada por Taduz Lemke, o patriarca dos ciganos, na saída do tribunal. 'Emagrecido', praguejou o velho. A partir desta dia, os 111 quilos de Bill passam a ser sugados vertiginosamente. Se não conseguir deter a maldição cigana, em pouco tempo Bill não será mais do que um feixe de ossos. 

8 – Christine

Sinopse: Arnie Cunnigham era um perdedor. Rosto coberto de espinhas, desajeitado com as garotas, magro demais, passava os dias pelos corredores da escola, tentando fugir da gozação dos colegas. Isso até Christine entrar em sua vida. Amor à primeira vista. A partir desse dia, o mundo ganha novo sentido. Tudo o que Arnie quer é estar junto de Christine. Mas não se espere um novo Romeu e Julieta, tratando-se da mente assombrosa de Stephen King. Christine é um carro. Um Plymouth Fury 1958. Um feitiço sobre rodas que se apodera de Arnie e faz dele alguém diferente. Há algo poderosamente maligno solto pelas estradas de Libertyville. Uma força sobrenatural que vai deixando seu rastro de sangue por onde passa. Embarque nessa viagem assustadora e boa sorte.


Sinopse: Após passar cinco anos em coma profundo, Johnny Smith, um simples professor, acorda de seu estado inconsciente não reconhecendo certos objetos. Segundo os médicos, Johnny está com uma área de seu cérebro danificada, a qual eles chamam de Zona Morta. Entretanto, este será o menor dos problemas na vida de Johnny daqui para frente. Ele agora é capaz de, com um simples aperto de mão, saber fatos do passado das pessoas e prever seu futuro. Para aqueles que estão a sua volta, esta é uma dádiva. Para Johnny, não passa de uma maldição. Com isso, o professor torna-se popular, atraindo um número crescente de pessoas em busca de previsões. Mas, ao apertar a mão de Greg Stillson, um inescrupuloso político norte-americano, Johnny será atormentado por uma visão apocalíptica. Ele será, então, obrigado a tomar uma decisão que pode mudar não só a sua, como a história de todo o mundo. Publicado originalmente em 1979, 'A Zona Morta' ganhou uma versão cinematográfica ('A Hora da Zona Morta') em 1983, dirigida pelo cineasta canadense David Cronenberg.



Sinopse: Este livro é o primeiro dos sete volumes de série A Torre Negra, obra mais ambiciosa do escritor Stephen King. 'O Pistoleiro' apresenta ao leitor o fascinante personagem de Roland Deschain, último descendente do clã de Gilead, e derradeiro representante de uma linhagem de implacáveis pistoleiros desaparecida desde que o Mundo Médio onde viviam 'seguiu adiante'. Para evitar a completa destruição desse mundo já vazio e moribundo, Roland precisa alcançar a Torre Negra, eixo do qual depende todo o tempo e todo o espaço, e verdadeira obsessão para Roland, seu Cálice Sagrado, sua única razão de viver. O pistoleiro acredita que um misterioso personagem, a quem se refere como o homem de preto, conhece e pode revelar segredos capazes de ajudá-lo em sua busca pela Torre Negra, e por isso o persegue sem descanso. Pelo caminho, encontra pessoas que pertencem a seu ka-tet - ou seja, cujo destino está irremediavelmente ligado ao seu. Entre eles estão Alice, uma mulher que Roland encontra na desolada cidade de Tull, e Jake Chambers, um menino que foi transportado para o mundo de Roland depois de morrer em circunstâncias trágicas na Nova York de 1977. Mas o pistoleiro não conseguirá chegar sozinho ao fim da jornada que lhe foi predestinada. Na verdade, sua aventura se estenderá para outros mundos muito além do Mundo Médio, levando-o a realidades que ele jamais sonhara existir. Inteiramente revista pelo autor, esta primeira edição brasileira de 'O Pistoleiro' traz também prefácio e introdução inéditos de King. 





Esse livro conta a história de Vic, uma criança fora do comum que tem um dom, ela consegue materializar uma ponte, que a leva fisicamente pra onde ela quiser. A garota utiliza esse dom para encontrar coisas perdidas que eram muito importantes para seus donos. Durante muito tempo Vic tem encontrado objetos perdidos, mas o fato de exercer esse dom em demasia está perturbando sua sanidade mental. Um dia ela pede à ponte que a leve a alguém que pode entender o que ela está passando, e ao conhecer a bibliotecária Maggie, que a ajuda a entender o seu dom, ela conhece a história de Charles Manx.

Manx também tem um dom, durante anos ele rapta crianças de famílias problemáticas achando que está fazendo um bem maior. A alma dessas crianças é levada para um lugar na mente de Manx chamado Terra do Natal, onde a tristeza não existe. Um mundo em uma dimensão paralela, onde a única preocupação é brincar. Só que as coisas não são bem assim, enquanto a alma dessas crianças é levada, a energia de seus corpos alimenta Manx, mantendo-o sempre jovem e transformando as crianças em criaturas macabras e cruéis.

Um dia Vic resolve que está na hora de usar o seu dom pra alguma coisa realmente importante, e acaba indo ao encontro de Charlie Manx. Ela consegue escapar por pouco, mas sua fuga acaba causando a prisão de Manx, que ficou em coma durante anos.

Vic foi a única criança capaz de escapar de Manx, e quando o monstro finalmente acorda, ele começa a arquitetar uma vingança macabra contra Vic que já está adulta, o rapto de Wayne, o filho dela.

Confesso que não gostei muito do primeiro livro que li dele, A Estrada da Noite, então resolvi dar uma segunda chance pra ver no que ia dar. Infelizmente não gostei desse também. Pra começar, o livro se tornou maçante porque a mesma cena era narrada do ponto de vista de pelo menos três personagens diferentes, o que deixou o livro repleto de passagens desnecessárias, além disso eu não consegui me conectar com nenhum outro personagem além de Wayne, o filho de Vic. Manx é um bom vilão, mas o seu comparsa Bing é melhor que ele em crueldade, mesmo sendo meio abestalhado e falando em rimas sem graça o tempo inteiro, sério, me deu raiva ler tanta besteira.

Além de maçante, o livro se tornou pesado, porque é repleto de menções a estupro de homens e de mulheres e cheio de linguagem chula direcionada não só a adultos, mas também ao filho de Vic que é uma criança, acho que o autor pecou em não saber dosar essa característica de Bing.

É complicado falar desse livro sem comparar com os livros do pai desse autor (Stephen King), porque durante a história, vi várias situações que me lembraram livros dele, como o espectro, o carro de Manx que tem vida própria, uma alusão a Christine do King, O homem de terno preto, presente na Torre Negra e na Estrada da Noite  também é mencionado. Houve citações que interligam as dimensões paralelas Terra do Natal, a Estrada da Noite e o Mundo Médio. Também houve uma homenagem á mãe de Hill, Tabitha King. Ele deu o nome da mãe para a policial do FBI que tenta descobrir a verdade por trás da história de Vic.

O livro não me cativou, depois dessa leitura até perdi a vontade de ler o Pacto, mas ainda sim vou tentar porque o livro é fininho e eu quero assistir ao filme que vai ser estrelado pelo Daniel Redcliffe (eterno Harry Potter). 


Talvez o livro tenha perdido um pouco da sua magia porque eu li no Kobo uma versão sem ilustrações. O livro original é cheio de figuras e detalhes que deixa a leitura mais interessante. Ainda sim eu não curti a história, eu esperava mais :(